Biografia de Nancy Elliott Edison

26 de Abril de 2016

A 11 de fevereiro de 1847, Nancy Elliott Edison, uma mulher de 37 anos, dava à luz na localidade de Milão (Ohio) do seu sétimo filho, fruto do seu matrimónio com Samuel Ogden  Edison  Jr.

Na altura, Nancy ainda não tinha consciência de que havia trazido ao mundo uma das mentes mais privilegiadas da futura história do século XX, uma mente que viria a trazer grandes descobertas no âmbito da tecnologia, das indústrias elétricas, dos sistemas de comunicação e de uma infinidade de aparelhos até atingir mais de mil instrumentos patenteados. Falamos, claro, de Thomas Alva Edison (Milão, Ohio, 11 de fevereiro de 1847 – West Orange, Nova Jersey, 18 de outubro de 1931), inventor da lâmpada incandescente, do microfone de carvão, do cinetoscópio, do fonógrafo, das baterias elétricas, entre outros utensílios.

Nancy nasceu no Chenango Country, uma pequena povoação pertencente ao estado de Nova Iorque, a 4 de janeiro de 1810. O seu pai juntou-se ao Exército britânico durante a guerra da independência dos Estados Unidos, que colocou, durante oito anos, as 13 colónias britânicas dos EUA contra o Reino da Grã-Bretanha. Ao contrário do seu marido Samuel – que era um devoto presbiteriano, com um baixo nível de educação -, Nancy recebeu uma excelente formação, chegando a ser professora nos seus tempos de solteira.

Daí que, quando o seu pequeno Thomas foi expulso do colégio em Port Huron, Nancy encarregou-se pessoalmente da educação do seu filho. Esta decisão foi crucial na trajetória de Thomas Edison, que recebeu uma melhor educação do que a maioria das crianças da sua altura, sobretudo pela especial dedicação de que foi alvo. Nancy soube inculcar ao seu filho o amor pela leitura, fazendo-o ler, desde muito cedo, grandes obras da história e da literatura.

Thomas Alva Edison foi o mais novo de sete irmãos. Antes dele, Nancy já havia trazido ao mundo Marion Edison, William Pitt Edison, Harriet Ann Edison, Carlisle Edison, Samuel Ediso e Eliza S. Edison.

A 9 de abril de 1871, Nancy Elliott Edison falecia em Port  Huron  (Michingan), devido a uma doença mental, quando Thomas tinha apenas 24 anos. Apenas umas semanas antes do seu falecimento, Thomas colocara em marcha a sua primeira aventura como inventor: a famosa “fábrica das invenções”, na quinta desabitada de Menlo Park, nos arredores de Nova Iorque.

Se tens uma história parecida à do grande inventor Thomas Edison e da sua mãe Nancy Elliott; se a tua mãe mudou a tua vida, conta-nos tudo na nossa  página  de Facebook.  De todas as participações recebidas, iremos escolher os testemunhos mais originais, recompensando-os com um ramo de flores, que enviaremos às mães dos vencedores. E, claro, não te esqueças de partilhar o vídeo “Thomas Edison – O Filho de Nancy” nas redes sociais. Fica a saber como participar no nosso desafio, clica neste link.

Tags: , , , , ,

Entradas relacionadas



 

David Bowie: A trajetória de uma lenda

David Robert Jones, mais conhecido como David Bowie, foi uma dos grandes personagens da História da música contemporâ...

Leer más
 

James Watt e a máquina a vapor

James Watt nasceu a 19 de janeiro de 1736 em Greenock, Renfrewshire, um porto marítimo no Firth of Clyde, na Escócia. ...

Leer más
 

A partir de hoje, vais recordar Thomas Edison todos os dias

Thomas Alva Edison (Milão; Ohio, 1847 – West Orange; Nova Jersey, 1931) foi um dos personagens mais relevantes da his...

Leer más