dateicon
20 de Abril 1902
Os Curie isolam o rádio

Marie e Pierre Curie conseguem isolar com êxito o cloreto de rádio, uma substância altamente radioactiva.

Marie e Pierre Curie conseguem isolar com êxito o cloreto de rádio, uma substância altamente radioactiva. No seu laboratório de Paris, em 1898, os Curie descobriram o rádio, chamado assim pelo seu brilho azulado; assim como outro elemento químico que Marie Curie chamou polonium em homenagem à sua terra natal, a Polónia.

Os Curie dedicaram o seu trabalho aos efeitos eléctricos, fotográficos, luminosos, de cor e de temperatura da radioactividade. Estes estudos precursores e avançados valeram-lhes o reconhecimento internacional em 1903, ano em que o casal Curie ganhou o Prémio Nobel da Física.

Após a morte de Pierre em 1906, Marie continuou o seu trabalho, conseguindo o isolamento do rádio no estado puro em 1910, o que lhe valeu o segundo Prémio Nobel, desta vez da Química. Marie Sklodowska Curie (1867-1935), a primeira mulher a ganhar um prémio Nobel, transformava-se assim na única pessoa a conseguir dois.

O rádio foi posteriormente utilizado nos tratamentos contra o cancro e tem sido um elemento básico no desenvolvimento da física nuclear.


dateicon
20 de abril de 1941
Primeiros testes do Talgo

Em 1941 começaram os testes do comboio.

No dia 20 de abril de 1941 começaram os testes do comboio Talgo, concebido e construído pelo engenheiro espanhol Alejandro Goicoechea de Vizcaya.

O nome de Talgo é um acrónimo que significa Tren Articulado Ligero Goicoechea-Oriol (Comboio Articulado Ligeiro Goicoechea-Oriol). O comboio era composto por carruagens curtas e mais baixas que as tradicionais, solucionando assim o problema com os eixos das rodas que não podiam estar muito separados.

Os comboios Talgo foram idealizados para melhorar os aspetos relativos à segurança e conforto dos passageiros, assim como a dos tempos, dos percursos cada vez mais curtos e da eficácia operativa e económica da atividade.


dateicon
20 de abril de 2004
É lançado o Gravity Probe

Satélite enviado para provar previsões da Teoria Geral da Relatividade

A 20 de abril de 2004 foi lançado o Gravity Probe, um satélite artificial desenvolvido pela NASA e pela Universidade de Stanford para comprovar duas previsões da Teoria Geral da Relatividade de Albert Einstein.

Um dos efeitos demonstrados foi a deformação do espaço e o tempo em redor de um corpo gravitacional. O segundo efeito - a torsão do arrastro - foi entendido como a quantidade de espaço e tempo que um objeto em rotação arrasta à medida que gira.

Einstein formulou a sua teoria em princípios do século XX, muito antes que a tecnologia permitisse comprová-la experimentalmente. A NASA conseguiu confirmar com grande êxito as duas previsões do cientistas.