As 8 grandes mentiras da História

31 de Março de 2021

Num contexto atual em que muitas das grandes corporações tecnológicas, como o Facebook, Google e Twitter, tomaram medidas para combater as mentiras e as fake news, após estas terem demonstrado a sua capacidade de influenciar eleições políticas ou alimentar falsidades sobre a Covid-19, tornou-se fulcral examinar não só as atuais mentiras e as fake news, como também as modificações que ocorreram ao longo da história.

Desmistifiquemos, assim, as grandes mentiras que nos foram sendo contadas de geração em geração:

 

            GOEBBELS, O PAI DAS FAKENEWS?

            Como terá sido possível que Hitler tenha ganho as eleições democráticas? Terá sido sincero, ou mentiu para com os seus patriotas? Uma mentira planeada com um fim específico… Com o propósito de invadir a Polónia, Hitler deixou um rasto de cadáveres vestidos com fardas nazis na estação de rádio da cidade polaca, Gliwice, no entanto, a realidade é que os corpos não estavam relacionados com o exército nazi, estes eram os cidadãos polacos. O objetivo seria justificar a expansão nazi para a Polónia e para o resto do mundo. Uma verdadeira fake new orquestrada por um especialista nesta ciência: Joseph Goebbels.

VÍDEO

 

            A VERDADE SOBRE A GRIPE ESPANHOLA

Em 1918, os países envolvidos na I Guerra Mundial debatem questões sobre colocar fim à tremenda carniçaria em que se tinham envolvido. Por outro lado, está Espanha, neutra num jogo de cintura. A gripe H1N1 teve de percorrer um longo caminho para chegar a Espanha, o seu suposto “lugar de origem”. Os investigadores concordam que o suposto “paciente 0”, Gilbert Michell, adoeceu a 4 de Março de 1918 em Fort Riley, Kansas. A partir daí, a gripe percorreu vários países até chegar a Espanha. Claro está que esta não parou na península e acabou por atingir todo o globo. Mas, se a sua origem e rota são tão transparentes desde o início, porque é que todos os países e a História Universal concordam que esta praga é um compatriota do Cid e Dom Quixote?

 

            ETA E AS MENTIRAS

Quem foi a primeira vítima do ETA? Qual foi o papel do homem da capa de capa de chuva branca no ataque a Carrero Blanco? Iremos analisar vários momentos históricos relacionados ao grupo terrorista para diferenciar o que é verdade e o que é mentira.

 

            A VERDADEIRA HISTÓRIA DA INVENCÍVEL ARMADA

Este é um dos episódios da história da Espanha. Filipe II ansiava por ascender ao trono da Inglaterra? A Armada Invencível foi a maior força invasora que a Inglaterra já enfrentou? Qual foi o papel de Drake na vitória Inglesa? Terá sido a fala da Rainha Isabel, a força que as tropas precisavam para acabar com os navios espanhóis? O confronto entre os dois poderes foi desigual?

 

            NAZISMO, GENÉTICA E MENTIRAS

O que é verdade e o que é mentira? A ciência é a disciplina humana mais próxima de resolver essas equações com respostas de maior validade universal, conferindo-lhe grande prestígio. E, se sob o prestígio da ciência, boatos tivessem sido espalhados? A retórica nazi usou supostos avanços científicos para cometer crimes hediondos contra a humanidade.

 

            A VERDADE DA LIBERTAÇÃO DE PARIS: A DIVISÃO LECLERC

Desde o final da Segunda Guerra Mundial, a 25 de agosto de cada ano, é celebrado em Paris, a libertação da cidade das garras dos nazistas. Mas quem foram os primeiros a entrar e a libertar a cidade? Esta é a história dos republicanos espanhóis da Nona Companhia da Segunda Divisão do General Leclerc e o motivo desse feito ter caído em esquecimento até há uns anos. Omitir informações ao transmitir a história pode ser outra forma de mentir?

 

            GRANDES ATROCIDADES BASEADAS EM MENTIRAS

Na história da humanidade existem grandes mentiras que estão por trás de eventos abomináveis e que têm sido usadas para justificar barbaridades contra a espécie humana, nomeadamente, o caso das Cruzadas, do Colonialismo, da Guerra Fria e/ou do Genocídio Armênio. Como terá sido possível que informações falsas tenham sido utilizadas em diferentes momentos para justificar decisões políticas e económicas que condenaram povos a uma grande miséria?

 

            A PROPAGANDA NA HISTÓRIA

O primeiro documento histórico em que a palavra “propaganda” aparece, é em 1622, quando o Papa Gregório XV instituiu a Sacra Congregatio de Propaganda de Fide, que consiste numa estrutura burocrática de combate à Contrarreforma Luterana. Existiram momentos importantes na história em que a propaganda desempenhou um papel fulcral. Quais foram os avanços tecnológicos que favoreceram a propaganda? Será a propaganda uma ferramenta de regimes totalitários ou ainda é utilizada atualmente?

Contenido relacionado