AS CRIAÇÕES MAIS SURPREENDENTES DAS DO PROJECTO SECRETO SKUNK

27 de Maio de 2021

O projeto Lockheed Martin’s Advanced Development Programms (ADP), mais conhecido como Skunk Works, começou no auge da Segunda Guerra Mundial, quando os Alemães conceberam o Messerschmitt. Os americanos precisavam de contrariar a tecnologia alemã.

O termo Skunk Works é agora utilizado para definir um pequeno grupo de pessoas dentro de uma organização que atuam de forma autónoma e livre de burocracias externas.

A primeira vez que este termo foi utilizado foi para designar o grupo que, liderado por Kelly Johnson, tentaria deter o avanço alemão no campo da aviação criando, com a mais recente tecnologia, os seus próprios aviões e veículos. A partir de 1943 (e atualmente ativo) Skunk Works começou a trabalhar em protótipos que acabariam por ser aeronaves incríveis.

 

ESTAS SÃO ALGUMAS DAS SUAS CRIAÇÕES MAIS ESPECTACULARES

P-38 LIGHTNING (1941) – Relâmpago

Um avião caça, lutador, reconhecido principalmente pela sua forma distintiva, foi um dos mais importantes, mais rápidos e mais poderosos da Segunda Guerra Mundial. O grupo Skunk Works concebeu o P38 com a missão de intercetar e atacar aeronaves hostis a grande altitude. Com a produção deste modelo, as forças aéreas conquistaram novos limites. 580 Km/h e 20.000 pés de altitude.

U2 (1957)

É uma das criações mais famosas do grupo Lochked Martin e Skunk Works. Conhecida como “Dragon Lady”, é uma aeronave de vigilância que opera mais de 21.000 metros. Concebida e construída no contexto da Guerra Fria. Graças à sua capacidade de alta altitude, era invisível ao radar soviético e permitia que as forças aéreas dos EUA transgredissem o espaço aéreo inimigo sem serem detetados.

A polaroid desenvolveu câmaras de grande formato que a aeronave utilizou.

SR-71 “BLACKBIRD” (1966)

Até agora é a aeronave tripulada mais rápida em serviço no mundo, capaz de atingir Mach-3 (3 vezes a velocidade do som) a 3,540 km/h (3,540 mph). Foi concebido com tecnologia para a tornar invisível ao radar (tecnologia furtiva), mas aparentemente não era totalmente infalível e era detetável pelos radares de controlo de tráfego aéreo. O seu design irreverente não deixou ninguém indiferente, tornando-se verdadeiramente popular nos meios de comunicação social. A sua construção custou 200 milhões de dólares. Esteve em serviço durante 32 anos, até 1998.

F-117 NIGHTHAWK (1983)

Esta é uma das criações mais reconhecidas da Skunk Works, tanto pelo seu design espetacular como pelo seu desempenho. Apesar de ter sido concebido como um avião de ataque, acabou por ser conhecido como um avião furtivo. Foi desenvolvido em segredo durante a década de 1970 até ser revelado em 1983. A forma peculiar destes aviões tem como objetivo não serem detetados pelos radares, uma vez que tinham problemas em detetar superfícies facetadas.

Atualmente, Skunk Works ainda está em execução na vanguarda da conceção de aeronaves e de outras construções militares pontuais/ de destaque.

Contenido relacionado