Cinco coisas que não sabia sobre a coreia do norte

3 de Dezembro de 2019

Que a Coreia do Norte é um país muito fechado é de conhecimento geral, mas apresentamos aqui cinco curiosidades que talvez não saiba.

1 – Vive no ano de 108

Os norte-coreanos não seguem o calendário Gregoriano, isto é, o calendário oficial em quase todo o mundo. O calendário utilizado pela Coreia do Norte é o calendário Juche.

Este calendário é proveniente da ideologia Juche, um sistema filosófico, religioso e ideológico atribuído a Kim II-sung.

Para estes, o ano 1 corresponde ao ano de nascimento de Kim II-sung: 1912. Posto isto, atualmente (2019) estão no ano 108.

 

2 – O acesso à Internet é restrito

Os cidadãos da Coreia do Norte não podem aceder à Internet de forma livre. Estima-se que, de 25 milhões de habitantes, apenas dois milhões tenham acesso à Internet. De acordo com um relatório da consultora de inteligência digital Recorded Future publicado em 2017, 65% da atividade desta elite está concentrada no consumo de vídeos online, em videojogos e nas redes sociais como o Facebook.

 

3 – As jeans são proibidas

Nenhum cidadão da Coreia do Norte pode usar jeans porque são um símbolo da cultura ocidental, especialmente da cultura americana. Aliás: no caso das mulheres, só podem usar saias ou vestidos.

 

4 – O representante ocidental é espanhol

Alejandro Cao de Benós de Tarragona (Catalunha) é o único representante ocidental da Coreia do Norte. Atualmente é Representante Especial do Comité de Relações Culturais com os Países Estrangeiros da República Popular Democrática da Coreia e Presidente da Associação da Amizade Coreana (KFA).

 

5 – Tem o maior estádio do mundo

O Estádio Rungrado 5 Weol 1 Il Kyeongkichang (Primeiro de Maio Rungrado) de Pyongyang é o maior do mundo: tem capacidade para 150 mil pessoas.

Contenido relacionado