David Bowie: A trajetória de uma lenda

17 de Fevereiro de 2016

David Robert Jones, mais conhecido como David Bowie, foi uma dos grandes personagens da História da música contemporânea. A sua imagem tão espetacular quanto ambígua tornou-o num ícone não apenas musical, como visual.

Faleceu há quase um mês, inesperadamente, na madrugada de 10 para 11 de janeiro. Tinha 69 anos. Nos anos 70 e 80, popularizou o “glam rock” e saltou para a fama com o inovador “Space Oddity”. Três anos depois, regressaria ao estrelato com o disco “The Rise and Fall of Ziggy Stardust and the Spiders from Mars”.

De facto, Bowie foi mais do que uma voz de uma geração. A sua imaginação e talento marcaram a segunda metade do século XX.

No passado dia 7 de janeiro, apenas três dias antes da sua morte, David Bowie lançaria aquele que viria a ser o seu último videoclip para o tema “Lazarus”. Em quatro minutos, pudemos ver a estrela naquilo que se pensa ser um reflexo de como passou os seus últimos tempos de vida: magro, cansado e debilitado.

No vídeo, Bowie aparece de olhos vendados a levitar na cama de um hospital psiquiátrico. Este trabalho chamado “Blackstar” chegou às lojas a 8 de janeiro, coincidindo com o seu 69.º aniversário.

O derradeiro capítulo de Bowie incorporou novas matizes musicais, como uma banda de jazz, sem modificar o seu som, tão característico. Sentiremos (e já sentimos) a tua falta, David.

Contenido relacionado