O que se celebra no dia 4 de Julho nos Estados Unidos?

31 de Agosto de 2021

O 4 de julho é uma data conhecida por todos, por ser o dia em que os norte-americanos exibem a sua bandeira e os seus céus se iluminam com fogo de artifício, mas será que conhece realmente o que está a ser celebrado?

A 4 de julho de 1776, os 56 representantes das Treze Colónias assinaram a Declaração de Independência, proclamando a sua separação formal do Império Britânico. Após a votação pela qual foi aprovada a resolução de independência, foi necessário elaborar o documento que explicava as razões e para onde iria o novo país. Uma das forças motrizes foi o terceiro presidente do país, Thomas Jefferson. Ele escreveu a declaração em apenas 17 dias com a ajuda de Benjamin Franklin, John Adams, Roger Sherman e Robert Livingston.

Até esse momento, as treze colónias tinham vindo a discordar progressivamente das regras e leis impostas pelo Império Britânico. Não tinham representação no Parlamento britânico e, por isso, não compreendiam porque tinham de ser governados pelas suas leis e, acima de tudo, pela sua política fiscal. Em pouco tempo, criaram os seus próprios sistemas constitucionais, jurídicos e políticos, muito semelhantes entre si. Essas treze colónias eram Massachusetts, Rhode Island, New Hampshire, Connecticut, Pennsylvania, New York, New Jersey, Maryland, Delaware, Virginia, Georgia, North Carolina e South Carolina. Antes da independência, ocorreu o Movimento do Chá de Boston em 1773, quando toneladas de chá britânico foram lançadas à água, como forma de protesto contra os impostos abusivos. O lema era: “Não há tributação sem representação”. Foi sem dúvida um impulso para a independência que se concretizaria 3 anos mais tarde.

Daquele dia em diante, o 4 de julho passou a ser o dia em que os Estados Unidos foram formados e se tornaram independentes. É um feriado nacional e os americanos aproveitam a oportunidade para mostrar a sua bandeira e desfrutar do seu dia com churrascos, festas e muito fogo de artifício.

Atualmente, a Declaração de Independência encontra-se na Biblioteca do Congresso, no Arquivo Nacional.

Contenido relacionado