Os principais deuses nórdicos

27 de Julho de 2021

Os deuses nórdicos fizeram parte da mitologia nórdica e germânica. A principal diferença entre as duas mitologias é o nome dado a cada divindade. Algo que se assemelha ao que aconteceu com a mitologia grega e romana.

LISTA DOS PRINCIPAIS DEUSES NÓRDICOS

ODIN / WODAN

Odin era o deus do conhecimento, o deus mais importante ou rei dos deuses. Ele era conhecido como o pai de todos. Foi retratado como um homem velho com barba, com apenas um olho e solitário. Faltava-lhe um olho porque o sacrificou no Poço de Mimir (Mímisbrunni) para obter a sabedoria infinita. Foi também conhecido como o Deus Corvo, porque graças aos seus dois corvos (Hugin e Munin) ele sabia tudo o que acontecia no mundo.

 

FRIGG /FRIJA

Frigg era a deusa do lar, da família e do casamento. Era esposa de Odin e mãe de Balder, Hödur, Hermodr, Bragi e das Valquírias. É frequentemente confundida com Freya, devido à semelhança dos seus nomes.

Frigg a fiar as nuvens, por J. C. Dollman

THOR / DONAR

Thor era o deus do trovão. Era filho de Odin e o principal inimigo dos gigantes da mitologia nórdica. Thor carregava o martelo Mjölnir, uma arma forjada pelos anões. Era o único que o podia usar, por ser demasiado pesado.

BALDER / BALDR

Balder era o segundo filho de Odin e era considerado o deus da luz e da verdade. Foi uma personagem central na mitologia nórdica, já que a sua morte foi um dos eventos que aconteceu como um prelúdio de Ragnarök, ou batalha do fim do mundo. De acordo com a mitologia, Balder sonhava com a sua morte desde criança. Foi o deus Loki que enganou Hödur, o irmão cego de Balder, para que disparasse o ramo de visco que o mataria.

O Aesir em torno do cadáver de Balder, por Ekersberg

LOKI

Loki era filho de gigantes e o deus das mentiras. É também conhecido como a origem de todas as fraudes e tinha a capacidade de mudar de forma. Misturou-se com os deuses e Odin chegou a identificá-lo como filho adotivo. Embora Loki seja frequentemente retratado como inimigo dos deuses, nem sempre foi esse o caso. Na verdade, esta divindade colaborou como aliada dos deuses de Aesir antes de Ragnarök. É graças a Loki que Odin recebe o seu cavalo Sleipnir e Thor o seu famoso martelo Mjölnir. Depois de orquestrar a morte de Balder, Odin castiga Loki. Quando Loki é libertado do castigo, ele inicia o Ragnarök com os seus filhos: o lobo Fenrir, a serpente de água Jörmundgander e a deusa do reino dos mortos, Hel.

Idun e Loki, ilustrado por John Bauer

HEL / HELA

Hel era filha de Loki e a deusa do submundo. Hel foi banida de Asgard depois dos deuses terem matado a serpente Jörmundgander e amarrado o lobo Fenrir. Eles temiam que Hel quisesse vingança. Esta personagem tinha sentido de justiça e era responsável por fazer sofrer os maus e perdoar os bons.

Uma representação de Hela, por Johannes Gehrts

NJÖRÐR

Njörðr era o deus dos oceanos, mares e navegação. De acordo com a mitologia nórdica, as criaturas marinhas estavam ao seu serviço e ele movia-se numa carruagem puxada por duas baleias. Teve dois filhos com Skadi (a deusa caçadora). Os seus filhos gémeos foram nomeados Frey e Freya.

Njörðr numa ilustração de uma edição da Poetic Edda de 1893

SKADI

Skadi era uma gigante e a deusa das florestas, da caça e do Inverno. Ela teve dois filhos com Njörðr: Frey e Freya. No entanto, o casal teve de se separar porque ela não suportava o mar e ele a floresta. Há quem acredite que a Escandinávia tem este nome devido a Skadi.

FREY / FREYR

Filho de Njörðr e Skadi e irmão gémeo da Freya. Ele era considerado o deus da fertilidade, da chuva e do sol. Tinha um javali dourado (Gullinbursti) que puxava a sua carruagem. Há quem considere este deus como sendo um antepassado mitológico da casa real sueca.

FREYA / FREYJA / FREIA

A deusa do amor. A Freya associa-se a magia e a lua, em antítese ao seu irmão gémeo Frey, que está associado ao sol. Possui também um javali dourado (Hildisvini). Freya é frequentemente confundida com Frigg, devido à semelhança dos seus nomes e da sua relação com as valquírias. Frigg era a mãe das valquírias, enquanto Freya as liderava.

Freyja, uma pintura de J. Penrose

HEIMDALL

Heimdall era o protetor dos deuses e guardava o arco-íris Bifröst que, de acordo com a mitologia nórdica, ligava o mundo dos deuses (Asgard) e o mundo dos humanos (Midgard). Este deus dormia menos do que uma ave e a sua visão e audição eram inigualáveis. Diz a lenda que ele podia ouvir a lã das ovelhas a crescer.

Heimdal devolve a Freyja os Brisingamen roubados por Loki, pintado por Nils Blommer.

TYR

Tyr era o deus da guerra, da vitória e da justiça. Ele foi considerado o deus principal pelos povos germânicos antes de Odin/Wodan. Diz a lenda que Tyr perdeu uma das suas mãos quando amarrou o lobo Fenrir (filho de Loki).

Tyr com a sua mão na mandíbula de Fenrir, por John Bauer

BRAGI

Bragi era o deus da poesia e a sua companheira era Iðunn, deusa da juventude. Este deus estava encarregue de receber os guerreiros caídos em Valhalla.

Bragi sentado a tocar harpa e Iðunn sentada atrás dele, por Nils Blommér

IÐUNN / IDUNA

Iðunn era a deusa da juventude e da imortalidade. Para além disso, era a esposa de Bagi. Estava encarregue de proteger e guardar as maçãs douradas que proporcionavam a eterna juventude.

AS TRÊS NORNAS

Estes seres mitológicos eram espíritos femininos descendentes de deuses, anões e elfos. Estavam encarregues de tecer os fios do destino aos pés da árvore Yggdrasil. Eram três: Urd (destino, o que aconteceu), Verdandi (tornar-se, o que acontece agora) e Skuld (culpa, o que tem que ser). Estas três deusas do destino representavam o passado, o presente e o futuro, respetivamente. Há um paralelismo com as Moiras da mitologia grega e as Parcas da mitologia romana.

As Nornas

Pode ter conhecido os nomes de alguns destes deuses dos filmes da Marvel como Thor ou Loki, mas conhecia a sua origem?

Contenido relacionado