A morte da Princesa Diana

31 de Agosto de 1997

No dia 31 de agosto de 1997 morria, num acidente de carro em Paris, Diana Frances Spencer, mais conhecida como Diana, a princesa de Gales. Diana estava com o seu namorado, o magnata egípcio Dodi al Fayed, que também morreu no local. A morte da ex-princesa comoveu milhões de pessoas no Reino Unido e no mundo inteiro. Graças ao seu carisma, Diana recebeu diversas homenagens e entrou para a história não apenas por ter sido princesa de Gales, mas também pelas suas ações sociais em todo o planeta. Nascida no dia 1 de julho de 1961, em Sandringham, em Inglaterra, no seio de uma família aristocrata, Diana terminou os estudos na Suíça e trabalhou como professora num jardim de infância. No final da década de 70, começou a encontrar-se com o príncipe Carlos, e o noivado dos dois foi anunciado no dia 24 de fevereiro de 1981. No dia 29 de julho do mesmo ano, casaram-se na catedral de Saint Paul, em Londres. Diana teve dois filhos com Carlos: William (1982) e Harry (1984). A princesa foi alvo de uma grande exposição mediática e tornou-se extremamente popular, principalmente por causa das suas obras de filantropia pelo mundo. Contudo, no fim da década de 1980, tiveram início as especulações sobre uma possível crise conjugal. Finalmente, em dezembro de 1992, foi anunciada a separação do casal real. Em fevereiro de 1996, Diana aceitou o pedido de divórcio apresentado em dezembro pelo príncipe Charles. Divorciaram-se oficialmente no dia 28 de agosto de 1996. Depois disso, Diana continuou com as suas obras beneméritas, perdeu as regalias reais e recebeu uma compensação financeira.

Contenido relacionado