A morte de Neil Armstrong, o primeiro homem a pisar na Lua

25 de Agosto de 2012

No dia 25 de agosto de 2012 morreu, em Cincinnati, nos EUA, um dos mais famosos astronautas do mundo: Neil Armstrong. Armstrong morreu aos 82 anos, depois de uma operação de urgência ao coração. A sua morte causou repercussão no mundo inteiro. Em comunicado, o Presidente dos Estados Unidos Barack Obama declarou: “Neil foi um dos maiores heróis americanos, não somente da sua época, mas de todos os tempos. Quando ele e os seus companheiros de bordo pousaram na Lua com a Apollo 11, em 1969, levaram consigo as aspirações de uma nação inteira”, afirmou. Como Comandante da Apollo 11, no dia 20 de julho de 1969, Neil Armstrong fez história juntamente com o seu colega Buzz Aldrin, por ser o primeiro homem a pisar a Lua. A transmissão ao vivo para 100 milhões de pessoas registou um dos feitos mais importantes da História atual. Ao pisar a superfície lunar, Armstrong disse a famosa frase: “Este é um pequeno passo para o homem e um salto gigantesco para a humanidade”. Armstrong nasceu no dia 5 de agosto de 1930 na pequena cidade de Wakaponeta, no estado de Ohio, Estados Unidos. Aficionado desde sempre por aeronaves, Armstrong foi piloto da Marinha americana na Guerra da Coreia entre 1949 e 1952. Posteriormente foi piloto de testes, quando levou o X-15 aos limites da atmosfera terrestre. Mas foi somente em 1962 que se tornou astronauta. Participou no programa espacial Gemini 8 em 1966 e depois deu continuidade ao seu trabalho como peça fundamental no programa espacial Apollo. Armstrong continuou a trabalhar na Nasa até 1971, quanto voltou à sua terra natal para trabalhar como professor de Engenharia Aerospacial. Armstrong não deu praticamente mais entrevistas desde então. Também foi Presidente do Comité Presidencial Consultivo para o Corpo de Paz (1971-1973), membro da Comissão Nacional do Espaço (1985-1986) e Vice-presidente da Comissão presidencial para a investigação do acidente da Challenger (1986), além de trabalhar para várias empresas. Em janeiro de 1988, Armstrong deu a volta ao mundo a bordo de um Boing 77 no tempo recorde de 37 horas, com outras 99 pessoas. Já reformado na sua casa em Lebanon (Ohio), deu algumas conferências sobre voos espaciais e as suas aparições públicas coincidiram com as celebrações dos aniversários da chegada do homem à Lua.

Contenido relacionado