A participação das mulheres na II Guerra Mundial

4 de Dezembro de 1940

No dia 4 de dezembro de 1940, durante a II Guerra Mundial, as mulheres do Batalhão da Morte da Rússia lançaram-se à luta mais violenta. As mulheres britânicas conduziram ambulâncias cheias de soldados gravemente feridos por zona fortemente fustigada pelos bombardeamentos. As mais jovens trabalhavam nas fábricas de munições e comprometeram-se a não voltar à vida que tinham antes sem exigir e conseguir o direito ao voto. As mulheres lutaram, trabalharam como enfermeiras, pilotaram aviões, animaram as tropas, infiltraram-se clandestinamente para informar os seus camaradas de armas sobre as movimentações da guerra e aprenderam a construir barcos e tanques. Alem disso, suportaram todas as atrocidades cometidas na guerra, nomeadamente em campos de concentração, também conhecidos como “campos da morte”, incêndios causados pelos bombardeamentos e pela mãe de todas as armas: a bomba nuclear.

Contenido relacionado