Captura de Saddam Hussein, o ditador que esteve 24 anos no poder no Iraque

13 de Dezembro de 2003

No dia 13 de dezembro de 2003, o então ex-ditador do Iraque Saddam Hussein, era capturado pela coligação liderada pelos Estados Unidos e Reino Unido, que já tinha invadido o país. Saddam era procurado há nove meses e foi encontrado num esconderijo subterrâneo em Al-Daur, a uns 15 km a sul de Tikrit, a sua terra natal. O ex-líder não ofereceu resistência e, quando foi capturado, apresentava-se com uma barba muito grande.

O Partido Baath, de Saddam, foi dissolvido e foi instaurado um Governo transitório para que o país adotasse um sistema político democrático. Depois da captura, Saddam foi julgado no dia 5 de novembro de 2006 e considerado culpado pelo assassinato de 148 xiitas iraquianos em 1982. Como pena, o ex-ditador foi condenado à morte por enforcamento. A execução aconteceu no dia 30 de dezembro de 2006.

Saddam Hussein foi presidente do Iraque entre 1979 e 2003, ano em que foi deposto do poder após a invasão do país. Forças do Ocidente invadiram o Iraque, após o Presidente dos EUA, George W. Bush, ter acusado oficialmente o líder iraquiano de possuir armas de destruição em massa e de manter ligações com a Al-Qaeda. Depois dos atentados de 11 de setembro de 2001, o regime de Hussein tornou-se um dos objetivos prioritários do Governo dos Estados Unidos. Depois de liquidar o regime talibã, no Afeganistão, os Estados Unidos direcionaram o seu arsenal bélico para Bagdá. Era suposto Hussein aceitar o regresso dos inspetores da ONU. Contudo, apesar da relativa cooperação de Hussein, no dia 20 de março de 2003, os Estados Unidos deram início a um ataque ao território iraquiano, à margem das resoluções da ONU, e que recebeu forte contestação da opinião pública internacional. A 9 de abril de 2003, a capital iraquiana foi tomada pelas tropas norte-americanas e, com ela, o regime de Hussein.

Nascido na cidade de Tikrit a 28 de abril de 1937, Saddam Hussein foi um dos principais líderes ditatoriais no mundo árabe. No início dos anos 70, nacionalizou a indústria do petróleo e outras indústrias. Com o lucro obtido do petróleo, a economia do Iraque cresceu a um ritmo acelerado. O ex-ditador também pôs os Bancos estatais sob a sua alçada. Saddam esteve à frente do poder durante a Guerra Irão-Iraque, de 1980 a 1988. Em 1990, invadiu o Kuwait, o que deu origem à Guerra do Golfo de 1991. Internamente, Saddam também sempre reprimiu com a força quaisquer movimentações contrárias à sua governação, mantendo-se assim no poder.

Contenido relacionado