Madre Teresa de Calcutá foi santificada pela Igreja Católica

4 de Setembro de 2016

A 4 de setembro de 2016, o Papa Francisco santificou a Madre Teresa de Calcutá no Jubileu da Misericórdia. A canonização aconteceu após a Igreja Católica ter aprovado, por unanimidade, a cura do brasileiro Marcílio Haddad Andrino, em 2008, quando ele estava em coma devido a abcessos do cérebro e hidrocefalia. A família de Marcílio rezou a Madre Teresa e ele curou-se. Apesar da sua discrição e desejo de evitar entrevistas, Marcílio participou na cerimónia de canonização, realizada na Praça São Pedro, no Vaticano, perante 100 mil pessoas.

Nascida a 27 de agosto de 1910, em Usküp, Vilaiete do Kosovo, no Império Otomano, como Anjezë Gonxhe Bojaxhiu, Madre Teresa também ficou conhecida em vida como “a santa das sarjetas”. Morreu em Calcutá, na Índia, aos 87 anos, no dia 5 de setembro de 1997.
A missionária foi vencedora do Prémio Nobel da Paz e também foi uma das mulheres mais influentes dos dois mil anos de história da religião, aclamada pelo seu trabalho junto dos mais pobres nas favelas em Calcutá. Foi beatificada em 2003 pelo Papa João Paulo II e consagrada santa pela Igreja Católica 19 anos após a sua morte.

Contenido relacionado