Morreu Norman Angell, Nobel da Paz

7 de Outubro de 1967

Sir Ralph Norman Angell Lane nasceu a 26 de dezembro de 1872 e faleceu a 7 de outubro de 1967. Foi um escritor e político britânico. Estudou no Liceu de St. Omer e na Universidade de Genebra. Aos 17 anos mudou-se para os Estados Unidos e passou sete anos a trabalhar na Califórnia, como jornalista. De 1905 a 1912, foi o editor do jornal “Daily Mail”, em Paris. Mais tarde, em Inglaterra, uniu-se ao Partido Trabalhista em 1920, tendo sido membro do Parlamento Britânico de 1929 a 1931. Angell trabalhou no conselho do Real Instituto de Assuntos Internacionais, foi membro executivo no Comité Mundial contra a Guerra e o Fascismo, membro do comité executivo da Sociedade de Nações e seu presidente. Também foi nomeado cavalheiro em 1931. Em 1933 foi condecorado com o prémio Nobel da Paz. Entre as obras de Angell encontram-se: “Patriotism under Three Flags: A Plea for Rationalism in Politics” (1903), “Europe s Optical Illusion” (1909), “The Great Illusion, The Fruits of Victory” (1921), “The Money Game” (1928), “The Unseen Assassins” (1932), “The Menace to Our National Defence” (1934), “Peace with the Dictators” (1938), “The Steep Places” (1947) e “After All” (1951).

Contenido relacionado