Morreu o lendário “profeta” Nostradamus

2 de Julho de 1566

O lendário “profeta” Nostradamus morreu no dia 2 de julho, no ano de 1566, na cidade francesa de Salon-de-Provence. Nascido em dezembro de 1503 (não se sabe exatamente se foi no dia 14 ou no dia 21 de dezembro), o francês Michel de Nostredame, ou Miquèl de Nostradama, sofria de epilepsia psíquica, de gota e de insuficiência cardíaca. Morreu vítima de um edema cardiopulmonar. Médico do Renascimento que praticava a alquimia (como muitos dos médicos do século XVI), Nostradamus ficou famoso por sua suposta capacidade de vidência. A sua obra mais famosa, “As Profecias”, é apontada por alguns como um livro com previsões codificadas do futuro. Nostradamus possuía conhecimentos sobre o oculto e, com a sua suposta habilidade de prever o futuro, começou a escrever uma série de almanaques anuais, sendo o primeiro lançado em 1550, e passou a utilizar o seu nome em latim: Nostradamus. Quando lançou o livro “Les Propheties” (“As Profecias”), muitas pessoas pensaram que ele tinha poderes diabólicos e até o consideraram herege. Contudo, alguns aprovavam as suas publicações, pois inspiravam profecias espirituais. O livro de Nostradamus chamou a atenção de Catarina de Médicis, esposa de Henrique II de França, grande admiradora de Nostradamus. Aliás, ela chegou a chamá-lo a Paris para saber qual seria o futuro dos seus filhos através do horóscopo.

Contenido relacionado