O adeus a uma estrela: morreu Marlon Brando

1 de Julho de 2004

No dia 1 de julho de 2004, o mundo perdeu um dos seus maiores ícones do cinema: o ator norte-americano Marlon Brando.
“Não importa com quem case, porque acorda sempre casado com outra pessoa.”
Marlon Brando morreu aos 80 anos, em Los Angeles, vítima de insuficiência respiratória. Nascido no dia 3 de abril de 1924, em Omaha, Brando é considerado um dos mais importantes atores do cinema dos Estados Unidos. Nos anos 70, Brando conquistou o Óscar de Melhor Ator pela sua interpretação de Don Vito Corleone, em “O Padrinho” (1972) de Francis Ford Coppola, e, também, pelo seu papel como Coronel Walter Kurtz em “Apocalypse Now” (1979), também de Coppola.
“Tudo o que fazemos está ligado ao dinheiro. Sou uma mercadoria e tenho plena consciência disso.”
Brando também foi nomeado para um Óscar pelo seu desempenho como Paul em “O Último Tango em Paris” (1972). Considerado um verdadeiro marco no cinema, Brando também foi ativista e defensor de diversas causas, principalmente do movimento dos direitos civis dos negros nos Estados Unidos e de diversos movimentos em defesa dos índios norte-americanos.
“Atuar é a expressão de um impulso neurótico. É a vida de um vagabundo.”

Contenido relacionado