O divórcio do Príncipe Carlos e da Princesa Diana

9 de Dezembro de 1996

No dia 9 de dezembro de 1996, o casamento entre o Príncipe Carlos e a Princesa de Gales, Diana Spencer, chegou oficialmente ao fim. O término da união de 11 anos foi anunciado pelo Primeiro-ministro britânico, John Major, através de um comunicado solene ao Parlamento. O facto foi considerado de tal importância que Major cancelou uma reunião com o Presidente da Comissão Europeia Jacques Delors para comparecer na Câmara dos Comuns e ler a mensagem do Palácio de Buckingham. A separação aconteceu de maneira amigável: “”O Príncipe e a Princesa não têm planos para se divorciar”, anunciou Major. A separação não afetaria de forma alguma a linha de sucessão ao trono. Na época, os filhos, William e Harry, tinham 10 e 8 anos, respetivamente. A separação do casal real foi anunciada depois de uma série de crises conjugais e revelações de conversas telefónicas pela imprensa sensacionalista. O caso que ficou conhecido como “Dianagate” trouxe a público uma série de gravações que indicavam que a Princesa viva num inferno conjugal. Por outro lado, Carlos mantinha longas conversas com uma antiga amante, Camilla Parker Bowles, que acabaram por vir igualmente a público. O último indício de que o casamento real não andava bem ocorreu durante o aniversário do Príncipe Carlos, no 14 de novembro. Enquanto Carlos festejava o aniversário sozinho, Diana aparecia sorridente ao lado de Paul McCartney durante uma apresentação do ex-Beatle.

Contenido relacionado