O Reino Unido transferiu a soberania de Hong Kong para a China

30 de Junho de 1997

A 30 de junho de 1997, a cidade de Hong Kong vivia o seu último dia sob domínio do Reino Unido antes de voltar a ficar sob a alçada da China. Alguns milhares de pessoas protestaram contra a situação, mas a cerimónia de transferência foi pacífica e contou com a presença de Chefes de Estados e Governos. A chegada dos Britânicos a Hong Kong começou em 1839, quando eles invadiram a então pouco habitada ilha na costa sudoeste da China. Em 1841, os Chineses cederam a ilha ao Reino Unido com a assinatura da Convenção de Chuenpi. No ano seguinte, em 1842, o Tratado de Nanquim foi assinado, pondo fim à Primeira Guerra do Ópio. A nova colónia britânica floresceu como um centro de comércio e distribuição do Leste-Oeste na China. Em 1898, o Reino Unido garantiu mais 99 anos de soberania sobre Hong Kong. Em setembro de 1984, após anos de negociação, Britânicos e Chineses assinaram um acordo, aprovando o retorno da cidade à China em 1997 com a condição do seu sistema capitalista ser mantido. Por causa disso, a cidade adotou uma política sob o conceito de “uma pátria e dois sistemas”.

Contenido relacionado