Solar Impulse 2 foi o primeiro avião solar a dar a volta ao mundo

26 de Julho de 2016

O primeiro voo à volta do mundo de um avião movido a energia solar foi concluído no dia 26 de julho de 2016 pela aeronave Solar Impulse 2, que aterrou ao som de um forte aplauso em Abu Dhabi. O voo esteve sob o comando do piloto Bertrand Piccard, que trouxe o avião da Cidade do Cairo, no Egito, até aos Emirados Árabes Unidos, concluindo o último trajeto de uma viagem de 17 etapas em torno do globo terrestre.

Piccard revezou o comando com o compatriota suíço Andre Borschberg, sendo que a missão de ambos era promover as energias renováveis.

A viagem teve início em Abu Dhabi a 9 de março de 2015. O avião Solar Impulse 2 percorreu 42 mil quilómetros, sobrevoando quatro continentes, três mares e dois oceanos.

O percurso mais longo foi um voo de 8.924 quilómetros de Nagoya, no Japão, até ao Havai, nos EUA, que durou quase 118 horas, em que Borschberg quebrou o recorde mundial absoluto de voo a solo mais longo e ininterrupto. A aeronave não é muito mais pesada do que um carro, mas possui a envergadura de um Boeing 747 e é alimentada por 17 mil células solares.

O seu projeto experimental apresentou uma série de dificuldades técnicas, visto que o avião é muito sensível às condições climáticas. O cockpit tem aproximadamente o tamanho de uma cabina telefónica, e os pilotos tiveram de usar tanques de oxigénio para conseguirem respirar em alta altitude. Além disso, só podiam dormir 20 minutos de cada vez.

Contenido relacionado