TEMPLARIOS

TEMPLARIOS

DESCUBRA A ORDEM DOS TEMPLÁRIOS

SETÚBAL

O Castelo de Palmela (Setúbal)

Castillo Templario de Palmela

O Castelo de Palmela (Setúbal) foi construído pelos Muçulmanos e, entre o século X-XII, foi reconstruído.

O castelo que os Muçulmanos construíram esteve ocupado pelas tropas de D. Afonso Henriques em 1147. Daí em diante, foi perdido e reconquistado sucessivamente até ser ocupado definitivamente no reinado de D. Sancho I, em 1205. Foi doado à Ordem de Santiago que se instalou lá definitivamente em 1210. A ponte do castelo fica o antigo convento que foi mandado construir em 1423 por D. João I e doado aos monges guerreiros da Ordem de Santiago. Atualmente, uma parte do edifício é um dos mais belos hotéis de Portugal, localizado num monumento histórico.

LOCALIZAÇÃO
PORTUGAL

Castelo de Santa Maria da Feira (Aveiro)

Castelo de Santa Maria da Feira

Castelo de Santa Maria da Feira (Aveiro)

Sabe-se que os Templários estiveram nesta fortaleza por causa dos corredores e de alguns pormenores que comprovam a sua presença neste local.

LOCALIZAÇÃO
PORTUGAL

Castelo de Tomar (Tomar)

Castelo de Tomar

Castelo de Tomar (Tomar) - Século XII

Em 1160, o Castelo de Tomar começou a ser construído por ordem de Gualdim Pais. O castelo fazia parte do sistema defensivo criado pelos Cavaleiros Templários, para proteger a fronteira do reino cristão contra os Árabes, e sobreviveu como destacado baluarte durante quase dois séculos, em plena Idade Média. Depois, desempenhou um papel importante nas explorações do Novo Mundo durante o século XV, que foram guiadas por um dos grandes mestres da Ordem, D. Henrique, o Navegador.

LOCALIZAÇÃO
PORTUGAL

Castelo de Pombal (Leiria)

Castelo de Pombal

Castelo de Pombal (Leiria)

Fundado por Gualdim Pais, a quem D. Afonso Henriques doou a terra para edificar a fortaleza, pertenceu à Ordem de Cristo no século XIV e foi reconstruído por D. Manuel, em princípios do século XVI. Está implantado numa colina, à frente da cidade, e tem a forma de um escudo, com as suas muralhas ameadas.

LOCALIZAÇÃO
PORTUGAL

Castelo de Almourol (Vila Nova da Barquinha)

Castelo de Almourol

Castelo de Almourol (Vila Nova da Barquinha - Santarem)

Já existiam as ruínas de uma fortaleza romana que, por sua vez, terá sido construída sobre uma fortaleza fenícia. Em 1169/1171, foi construído o castelo por ordem dos Templários, mis especificamente, por ordem de Gualdim Pais. Com uma localização muito sui generis no meio de uma pequena ilha, o castelo de Almourol assenta sobre uma construção romana. Foi reconstruído por ordem de Gualdin Paes, em 1171, e depois da reconquista cristã e da extinção da Ordem dos Templários, o Castelo de Almourol perdeu a sua função militar e interesse estratégico, pelo que acabou por ser abandonado.

LOCALIZAÇÃO
PORTUGAL

Castelo de Soure (Coimbra - Século X))

Castelo de Soure

Castelo de Soure (Coimbra - Século X) - no século XII, foi entregue à Ordem dos Templários

Pensa-se que a construção deste castelo foi iniciada no século XI, mas pouco tempo depois foi destruído pelos Mouros durante uma batalha. Cem anos mais tarde, o castelo foi doado ao Conde Fernando Pérez de Trava, que o reconstruiu. Pertenceu à Ordem dos Templários que o usou como sede e também à Ordem de Cristo.

LOCALIZAÇÃO
BADAJOZ

Castelo Templário de Capilla (Badajoz)

Castelo Templário de Capilla

Castelo Templário de Capilla (Badajoz) – Século XIII

Capilla foi conquistada em 1226, embora posteriormente tivesse voltado a cair em mãos muçulmanas, até ser tomada definitivamente pelos Templários. Esta ação é recordada na vizinha Peñalsordo, nas Fiestas de la Octava del Corpus. No ano de 1309, com a extinção da Ordem dos Templários, passou a fazer parte das propriedades do Mestre de Alcántara, D. Gonzalo Pérez. O castelo muçulmano de Capilla foi reedificado pelos Cristãos.

LOCALIZAÇÃO
MURCIA

Castelo Templário de Caravaca (Múrcia)

Castelo Templário de Caravaca

Castelo Templário de Caravaca (Múrcia) – Século XIII

Depois da revolução mourisca de 1264, a sua proteção esteve a cabo da Ordem dos Templários até 1312, que foi substituída pela Ordem de Santiago, depois de alguns anos nas mãos do Rei.

LOCALIZAÇÃO
BARCELONA

Castelo Templário de Castellciuro (Barcelona)

Castelo Templário de Castellciuro

Castelo Templário de Castellciuro (Barcelona) – Século XI

Foi cedido a uma Ordem Hospitaleira (responsável pelo acolhimento de viajantes, peregrinos, etc.) no século XII, segundo consta de um documento de 1162, no qual é designado por “Cidró”. Em 1202 pertencia à Ordem dos Templários.

LOCALIZAÇÃO
SORIA

Castelo Templário de Castillejo de Robledo (Soria)

Castelo Templário de Castillejo de Robledo

Castelo Templário de Castillejo de Robledo (Soria)

Este castelo e as suas terras foram propriedade da Ordem dos Templários até o Papa Clemente V a suprimir em 1311. Nessa altura, passaram para as mãos da Ordem Hospitaleira de San Juan e, posteriormente, para a população da localidade vizinha com a Desamortização. Do castelo templário, resta uma cisterna, duas torres e algumas telas de um recinto duplo e de uma entrada em ângulo, sobre uma colina rodeada de grutas que são, em certos casos, utilizadas como adegas.

LOCALIZAÇÃO
LÉRIDA

Castelo Templário de Granyena (Granyena de Segarra)

Castelo Templário de Granyena

Castelo Templário de Granyena (Granyena de Segarra - La Segarra) – Século XI-XII

Castelo templário nestes anos, foi a primeira construção templária na Catalunha. O castelo encontra-se documentado desde 1054, quando Ramon Berenguer I deu o lugar de Granyena para a sua repovoação. Em 1130, Ramón Berenguer III deu este castelo aos Templários que o aproveitaram para estabelecer um ponto de defesa de caráter estritamente militar. Embora uma comunidade tenha vindo logo morar para aqui, a comenda de Granyena só foi criada em 1189. Com a extinção da Ordem dos Templários, passou para a Ordem Hospitaleira que a manteve até meados do século XIX. Em Granyena conserva-se o castelo templário e hospitaleiro, embora esteja claramente em ruínas.

LOCALIZAÇÃO

JAEN

Castelo Templário de Iruela (Jaén)

Castelo Templário de Iruela

Castelo Templário de Iruela (Jaén) - De origem templária, foi construído desde a época dos Templários até ao século XVI

O Castelo de La Iruela encontra-se situado no alto de um penhasco na localidade de La Iruela, em Jaén, sendo um ponto de vigia magnífico, de onde é possível avistar grande parte da comarca e um “imenso mar de oliveiras”. O Castelo de La Iruela, é um castelo de origem árabe medieval, destacando-se a Torre da Homenagem. La Iruela faz parte do Parque Natural das Serras de Cazorla Segura e as Villas, situado na província de Jaén, na Comunidade Autónoma de Andaluzia (Espanha). O castelo foi construído pelos Árabes. Os primeiros cimentos são anteriores aos Berberes, e sobre estes foram construídas estruturas em pedra. O castelo foi conquistado e a sua estrutura foi ampliada pelos Cristãos, no século XIII. Daí que seja conhecido como sede da Ordem dos Cavaleiros dos Templários e um dos elementos que se destaca seja a Torre da Homenagem.

LOCALIZAÇÃO
BADAJOZ

Castelo Templário de Jerez de los Caballeros (Badajoz)

Castelo Templário de Jerez de los Caballeros

Castelo Templário de Jerez de los Caballeros (Badajoz) – Século XIII

Com a conquista por Afonso IX de Leão, em 1230, e com a ajuda dos Templários, Jerez entrou na época cristã. Embora em 1240 tenha sido necessária uma campanha militar para assegurar a zona. Afastado o perigo muçulmano, o Rei faz a doação da vila à Ordem dos Templários. Com os Templários, começa o repovoamento e engrandecimento da comarca, sendo que esta época ficou igualmente marcada pela constituição do “bailiato” ou comenda de Jerez, como demonstram alguns capítulos de documentos sobre a Ordem.

LOCALIZAÇÃO
TARRAGONA

Castelo Templário de Miravet (Tarragona)

Castelo Templário de Miravet

Castelo Templário de Miravet (Tarragona)

Antiga fortaleza islâmica, é transformada pela Ordem dos Templários em castelo convento em meados do século XII. De construção românica da Ordem de Cister e espírito das Cruzadas, é considerado um dos melhores exemplos da arquitetura religiosa e militar da Ordem dos Templários em todo o Ocidente, juntamente com o castelo de Peñiscola.

LOCALIZAÇÃO
TOLEDO

Castelo Templário de Montalbán (Toledo)

Castelo Templário de Montalbán

Castelo Templário de Montalbán (Toledo)

Este castelo é uma das fortalezas mais antigas situadas na margem esquerda do rio Tejo, erigido durante a Reconquista, como ponto de defesa da referida margem do rio. Em grande parte, remodelou e ampliou o castelo árabe lá existente, que deve ter sido abandonado depois da reconquista de Toledo.

LOCALIZAÇÃO
CASTELLÓN

Castelo Templário - Pontifício de Peñíscola (Castellón)

Castelo Templário de Peñíscola

Castelo Templário - Pontifício de Peñíscola (Castellón) - 1294-1307.

Os Templários construíram esta obra romântica sobre as ruínas da antiga alcáçova árabe. O Castelo de Peñiscola é uma fortaleza que ocupa a zona mais elevada do penedo que serve de base à antiga cidade de Peñiscola. Partilha com o Vaticano e com o Palácio dos Papas de Aviñón, o privilégio de ter sido Sede do Pontificado, uma das três existentes desde sempre. Começou a ser construído em 1294, e a obra foi dada por concluída em 1307. Os seus promotores – os enigmáticos Templários – construíram-no à imagem e semelhança dos castelos da Terra Santa. Mas a época mais importante dos seus mais de 700 anos de existência é, sem dúvida, aquela em que serviu de refúgio a D. Pedro de Luna, o Papa Luna, ou como ficou mais conhecido, Bento XIII. Para poder compreender bem a personalidade de tão ilustre figura, fundamental na História da Europa, é preciso percorrer os seus pátios sóbrios e as suas salas e torres austeras, tudo rodeado pelo omnipresente mar Mediterrâneo, do qual Bento foi Papa: o Papa do mar.

LOCALIZAÇÃO
LEÓN

Castelo Templário de Ponferrada (Leão)

Castelo Templário de Ponferrada

Castelo Templário de Ponferrada (Leão) – século XII.

Quando em 1178, Ponferrada passa a depender da Ordem dos Templários por doação dos Reis de Leão, os Templários deparam-se com uma pequena fortaleza que foi, originalmente, um castro e, posteriormente, uma cidadela romana. Os Templários ampliaram-na e melhoraram-na como defesa do Caminho de Santiago, tendo-a dado como acabada em 1282. O castelo que conhecemos atualmente é o resultado de uma longa série de ampliações.

LOCALIZAÇÃO
Portugal

Castelo Penha Garcia

Castillo Templario de Penha Garcia

Castelo Penha Garcia, Construído em 1295

Última fortaleza da Ordem dos Templários. O seu nome evoca o lendário D. Garcia Mendes, alcaide do castelo (da “Penha”), o qual, pelo amor de uma nobre donzela, dispôs-se a perder um braço. Do alto das muralhas avista-se o profundo vale do rio Ponsul, com as suas azenhas.

LOCALIZAÇÃO
ZAMORA

Castillo Templario de Alba de Aliste (Zamora)

Castelo Templário de Alba de Aliste

Castelo Templário de Alba de Aliste (Zamora) do século XII (entre 1157-1188), Fernando II de Leão

Construído durante o reinado de Fernando II de Leão (1157-1188), sobre um serro que domina o rio Aliste. De estrutura irregular. Pertenceu à Ordem dos Templários até à sua dissolução (1308), passando posteriormente para as mãos de diversos nobres e dignitários como D. Álvaro de Luna. A partir de 1445, tornou-se propriedade dos Condes de Alba de Liste, pelo que a toponímia do local manteve-se até hoje.

LOCALIZAÇÃO
SARAGOÇA

Castelo Templário de Alberite de San Juan (Saragoça)

Castelo Templário de Alberite de San Juan

Castelo Templário de Alberite de San Juan (Saragoça) - Século XII

Em 1141, Pedro Taresa Cruz e a mãe doam o castelo à Ordem dos Templários. Já há notícias da existência deste castelo em 1139, quando D. Pedro de Atarés, senhor de Borja, o entregou à Ordem dos Templários. Depois, passou para as mãos de San Juan de Jerusalém. Recentemente foi possível comprovar que a atual torre da igreja corresponde à torre do castelo medieval, que foi utilizada como campanário da igreja, tal como acontece em Magallón.

LOCALIZAÇÃO
BADAJOZ

Castelo Templário de Burguillos del Cerro (BADAJOZ)

Castillo Templario de Burguillos del Cerro

Castelo Templário de Burguillos del Cerro (Badajoz) – Século XIII

Em 1230 foi tomado pelos Templários, mas acabou por ser conquistado em 1238 com Fernando III. Não foi possível identificar os vestígios da época muçulmana, pelo que o despojo mais antigo preservado corresponde à fortaleza templária e, principalmente, aos donos que se sucederam no senhorio desde o início do século XIV, quando foi extinta a Ordem dos Templários. Isto é notório principalmente durante a posse de Don Alfonso Fernández Coronal, senhor se Aguilar, que possuía o senhorio sobre Burguillos e o seu castelo em meados do século XIV, depois dos Templários. Até ao ano 1374, os proprietários foram os Vargas e, desde finais do século XIV até meados do século XVI, o espólio pertenceu aos Zúñiga, Duques de Béjar.

LOCALIZAÇÃO