Acorrentados: Capitalismo Escravo

Durante décadas, o trabalho escravo foi a base da economia mundial. O comércio entre a Europa e as Américas era apoiado por escravos que trabalhavam em massa nos campos de algodão, café e açúcar. A colónia espanhola de Cuba tornou-se o território mais rico, e a produção de açúcar sustentou a economia espanhola. Por esta razão, em Espanha, muitos sectores, desde a própria Coroa até homens de negócios, comerciantes e mesmo pequenos proprietários de terras, opuseram-se fortemente à abolição da escravatura quando países como a França, a Grã-Bretanha e os Estados Unidos o tinham feito décadas antes.

Ver mais informação do programa