Gulag: Proliferação

Aclamado no XVII Congresso do Partido Comunista em 1934, Estaline põe em marcha os campos do canal Volga-Moscovo e manda construir uma nova via férrea transiberiana. A NKVD, que veio substituir a GPU, multiplica a criação de campos e transforma o Gulag numa verdadeira indústria penitenciária. O número de presos já ultrapassava o milhão em 1935. Os julgamentos de Moscovo, que eram a montra do Grande Terror, escondiam a repressão exercida sobre a sociedade soviética. As execuções em massa e as detenções arbitrárias multiplicavam-se. Em janeiro de 1939, no Gulag, já trabalhavam dois milhões de presos. A 22 de junho de 1941, a Alemanha ataca a União Soviética… Em 1942, as condições no Gulag eram deploráveis, e a fome e as doenças arrasaram a população reclusa. Em 1945, apesar da vitória soviética sobre a Alemanha nazi, o arquipélago do Gulag, fornecedor de matérias-primas essenciais, continua o seu desenvolvimento.

Ver mais informação do programa