Homo Sapiens: As Novas Origens: O homem de Irhoud

Em Junho de 2017, uma publicação dupla na famosa revista `Nature¿ abalou o mundo científico. A datação dos restos mortais de cinco indivíduos, encontrados em Marrocos, determinou que já tinham 315 mil anos, o que faz recuar o aparecimento da nossa espécie em cerca de 100 mil anos.Avanços em Paleontologia virtual revelaram novas informações sobre estes restos mortais, incluindo um primeiro crânio encontrado em 1960, mas que foi mal interpretado nessa época.Jebel Irhoud em Marrocos tornou-se o palco de uma das maiores aventuras humanas e científicas do século XX. Uma descoberta que veio perturbar a História até agora reconhecida da nossa espécie.