Maquinaria de Guerra: Agilidade

Mobilidade, rapidez e eficácia. O ritmo das respostas táticas, da guerra de interruptores e de ataques súbitos é definido pelos desenvolvimentos na agilidade das máquinas. Este episódio centra-se em tudo o que é veloz e móvel, e na cadência cada vez mais acelerada da guerra ao longo dos anos. O feroz combate aéreo nos céus da II Guerra Mundial evoluiu para súbitos encontros entre jatos, com o advento da tecnologia moderna dos motores. Os soldados atravessam campos de batalha em Humvees em vez de cavalos, e transportam metralhadoras leves, como a M249, em vez de espingardas de uma única bala. Os mísseis balísticos intercontinentais são capazes de atingir alvos mínimos à pressão de um botão, ao passo que veículos totalmente autónomos, como o MQ-9 Reaper vão aos limites da mobilidade sem piloto, para lançarem as suas cargas mortíferas. A agilidade redefiniu os limites da arte bélica, e foi a maquinaria de guerra em constante evolução que deitou abaixo essas barreiras.

Ver mais informação do programa