Maquinaria de Guerra: Destruição em Massa

A eficácia da destruição tem sido um tema recorrente na guerra, e, nos tempos modernos, a capacidade de carnificina no campo de batalha aumentou exponencialmente. O teatro de guerra já não é lugar de catapultas, mas de morteiros letais como o M109 Paladin, ou do caos lançado por um Boeing B-52 Stratofortress que nos sobrevoa. Este episódio analisa a capacidade destrutiva de máquinas de todo o género – invenções concebidas para infligir carnificina máxima então e agora – da granada portátil Mk2, que maximiza o potencial destruidor da infantaria, à derradeira arma que pôr fim à II Guerra Mundial e introduziu a era do medo com uma única explosão. O potencial mortífero da maquinaria de guerra é realçado nestes engenhos letais.

Ver mais informação do programa