Mundos perdidos: A Atlântida

No coração do Mediterrâneo, uma tranquila ilha explodiu com uma força devastadora: seria a maior erupção vulcânica em três mil e quinhentos anos de história. De uma vez, toda uma civilização foi eliminada da face da Terra. Tudo o que restam são histórias. Então, a princípios do século XX, descobriram-se os restos de um palácio espectacular na ilha de Creta, conservados debaixo de milhares de toneladas de cinza vulcânica. Desta forma, das provas físicas resgatadas de entre as cinzas, surgiu uma teoria disparatada. Estas ruínas poderiam ter sido o lar de uma antiga civilização: a Atlântida. À medida que os investigadores vão desvendando um mundo perdido, descobrem que um palácio em Creta e uma cidade em Santorini estão ligados por uma engenharia única. Através da reconstrução de cidades incríveis, templos e o palácio da Atlântida, segundo Platão o descreveu e foi descoberto pelos arqueólogos do século XXI, revelaremos a magistralidade e o mistério deste mundo perdido.