O Império Romano: O Último Imperador

A meio do século V, enquanto o Império luta uma batalha perdida contra os seus formidáveis oponentes bárbaros, um romano chamado Orestes trabalha na corte de Atila, o Huno. Conhecedor da estratégia do seu inimigo, finalmente Orestes consegue voltar a Itália, decidido a ressuscitar Roma. Tendo nomeado imperador o seu jovem filho, Orestes trata de libertar Roma das influências bárbaras. Ainda assim, Orestes descobre a triste verdade: sem os bárbaros não há Roma. Depois de centenas de anos a utilizar os invasores estrangeiros como soldados mercenários, estes superam em número aos romanos e o Império não se pode permitir renunciar a eles. Embora Orestes lute valentemente, encontra o seu final nas mãos do líder dos mercenários bárbaros, Odoacro, um facto que precipita o fim de Roma no ano 476 da nossa era. O último imperador, que mais não é do que um rapaz, é enviado para o exílio e Odoacro proclama que não há necessidade de um novo imperador, uma vez que o Império Romano já não existe.

Ver mais informação do programa