De Guernica a Hiroxima

Numa perspetiva aérea, a guerra é apresentada de uma nova forma. Começou em abril de 1937, quando Guernica e as cidades chinesas de Chongqing e Xangai foram fustigadas com bombardeamentos, e terminou em agosto de 1945, quando os Americanos lançaram a primeira bomba atómica sobre Hiroxima e Nagasáqui. Não é uma história de invasão e grandes batalhas, mas um relato de um programa de destruição claramente definido, uma ciência incendiária que foi continuamente reinventada e aperfeiçoada durante o conflito global. É a história de uma raça louca por poder e destruição que sugou a riqueza das nações, mobilizou as mentes científicas mais brilhantes e deixou um mundo em ruínas. A história de um mundo repentinamente enegrecido pelas terríveis sombras de bombardeiros mortíferos, de cidades devastadas pelas chamas e de populações dizimadas e aterrorizadas. Nesta nova forma de guerra, as primeiras vítimas foram civis. O mundo que emergiu da Segunda Guerra Mundial seria mudado para sempre.